segunda-feira, 20 de setembro de 2010

“NÃO HÁ VAGAS!”

Grupo “Além do Mito...”

Aqui, na Universidade Federal de Alagoas, estamos vivendo um problema que não vem recebendo merecida atenção muito devido à conjuntura defensiva em que os movimentos combativos se encontram, refletindo diretamente no movimento estudantil e deixando certas questões a mercê de um onda silenciosa...



Vivemos a realidade de um Restaurante Universitário (R.U) extremamente limitado, oferecendo apenas 1000 vagas para comensais dentro de uma comunidade estudantil que supera os 18 mil discentes e que tende a crescer a cada ano, principalmente depois da aprovação do pacote de projetos de desmonte da educação superior do governo Lula (REUni, Novo ENEM, etc.) pela gestão de nossa universidade.



Neste ano, houve uma grande entrada de turmas no segundo semestre, acrescentando mais de 1500 novos estudantes à UFAL, contudo foi publicizado que o R.U. abria uma quantia absurdamente pequena de apenas 112 vagas. Dentre esses novos estudantes, apenas 7,2% terão chance de serem comensais no Restaurante Universitário.



Diante desse quadro, se faz necessária uma pergunta: por que os estudantes estão coniventes ao brutal ferimento à assistência estudantil? Acontece que os estudantes estão tão acostumados a “não ter” que se contentam quando recebem o mínimo dentro dos direitos que merecem, desconhecendo também seu potencial de conquistas em consequência de mobilizações organizadas!



O “Além do Mito...” fez um apanhado dos R.U.s em instituições federais e estaduais do Brasil todo, comprovando a mediocridade do nosso restaurante. Tais dados podem ser encontrados espalhados por cartazes pela instituição e em nosso blog. Além disso, ao analisar essa denuncia mais a fundo, há uma questão assombrosa relativa à acordos jurídicos feitos pela reitoria pós ocupação de 2007, que não foram cumpridos, tais como o compromisso por amadurecer um projeto “RU PARA TODOS”. Cabe aqui o Importante destaque da compreensão do papel de grupos estudantis na cobrança dos frutos de tais acordos não levados ao fim!



Semestre passado a Reitoria anunciou um novo restaurante a ser construído em 2011, também restrito, mas desta vez pra 2.000 refeições. Mas ainda não se sabe o quão universitário será. Nós estudantes devemos nos organizar para garantir que este restaurante seja realmente universitário, para que toda a Comunidade Universitária possa usufruir do mesmo sem limitações!



É por essas razões que trazemos a cabo a denuncia do que vem sendo vivenciado no Restaurante Universitário, no dia-a-dia dos estudantes da Universidade Federal de Alagoas: “NÃO HÁ VAGAS!”.



Sim, nós sabemos que hoje “NÃO HÁ VAGAS”, contudo não aceitemos que nos privem de mais um direito básico estudantil! Vamos abrir a boca para garantir nossos direitos e continuaremos nossa luta mesmo quando estivermos de boca cheia!

Chamamos todos os estudantes a participarem dessa luta!

Primeira reunião da campanha nesta quinta-feira (23/09/10), às 17h, na praça ao lado do Restaurante Universitário!



POR UM R.U. PARA TODOS!!!

2 comentários:

Rafael disse...

lendo o manifesto, faz lembrar que a luta pelo RU para todos é antiga.

http://reitoriaocupada.blogs.sapo.pt/index.html

Anônimo disse...

Olá...
Acho que a nossa situação no Campus Uberlândia do IFTM é bem mais alarmante. Pagamos 3 reais pelo almoço, porém nos é servida comida em temperatura ambiente. A pista nunca está ligada, as verduras e legumes não são higienizados. Carne suína é servida até 4 vezes por semana. Não há espaço para receber todos os alunos. E quando reclamamos, somos ameaçados e maltratados. Nos ajude quem puder!!!